23 fevereiro, 2011


Se conhecessem a essência, não falariam da aparência!
   O AMOR fez questão de passar novamente, fazer com que eu reviva a mesma história... Aquela do amor não correspondido, que perfura, rasga e tortura, mas, que te faz sentir humano, sem precisar questionar a razão da vida!

11 fevereiro, 2011

   Vou me trancar de todos vocês que me cravam espinhos. Me defender de todos que pareciam legais comigo. Afastar-me-ei de todos que eu admiro; quem sabe sou admirado pela solidão. Quem sabe não me apelidam de mais uma coisa, já que são mestres em fazer isso.
    Simplesmente não sei por que acreditar em amizades que são apenas desastres... O problema é que são coisas humanas, dar valor em quem não merece. Definitivamente, não compensa mais chorar por amizades perdidas, ainda menos pelas que se ganha. São todos seres humanos frios, sem sal, iguais a todo instante; tomados pela frieza do sucesso e pela necessidade de superação. Infelizmente os estranhos na sociedade de hoje são os que amam, e os que se entregam sem pensar nas consequências. 

09 fevereiro, 2011

     "E quando aquela estrela cadente passou, só me veio à cabeça meus sonhos que parecem impossíveis, meus desejos mais profundos; aqueles que dificilmente se realizarão, mas que me farão ir ao extremo, ao limite da realidade."

02 fevereiro, 2011

Seja, e não espere!

Complicado viver nesse mundinhozinho infame, que nos faz engolir tudo já mastigado, sem que possamos nos expressar. Quando temos ideias, nos fazem devorá-las e elas descem amargas.
Por que eles têm tanto medo de opiniões? Será que é por que não querem que sejamos revolucionários? Têm medo de sermos como os jovens das décadas passadas, que fizeram mudanças e nos deixaram o exemplo? Estão nos empurrando um monte de sacanagem para esquecermos de tudo que ocorreu e quão importante foram aquelas passeatas, greves e revoluções.
Enquanto vemos tv e mechemos no computador, nos tornamos a geração da preguiça, que não faz nada pelo futuro, que não vai deixar um legado, que vai ser apenas a vergonha do século. Como diria Renato Russo, somos a geração Coca-Cola. Onde estão os jovens espíritos que buscam o melhor pra o futuro e para os filhos de seus filhos? Onde estão aqueles que lutariam por um país melhor, sem corrupção, sem vagabundagem, sem trambicagem?
Fomos todos tapados, vendados pelo governo que nos diz o que fazer e não fazer com o papozinho de ética e moral. Querem saber? Quero que isso tudo voe pra o espaço. Torço para que todos tenham seus olhos de volta, suas ideias próprias, o espírito crítico que deveria ser nossa sombra, princípio norteador.
Infelizmente estamos guardados em gavetas, esperando que nos abram. Que alguém tenha a coragem de lutar!