14 outubro, 2011

Delicada Pelica

Sonhando e guiada por libélulas,
com asas da liberdade,
sobrevoa ao amanhecer,
jardins de tulipas azuis.

O perfume de camélias
mistura-se a brisa,
que entra pela janela aberta.

Nº 5 sobre a cômoda,
esmaltes, meias calças penduradas.
Flor de lis no criado, ao lado, croquis.

Como Monroe, deperta-se a bela moça
de sorriso marcante, porém, negras madeixas.
De futuro estilístico e visão perspicaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário