30 outubro, 2012

Parafraseando Abate


É tão frio. E cruel. Caráter ao léu.
Labirinto e espelho. Paro, ajoelho.
Encontra o chão, aquela paixão.
Meu olhar umedecido, enxovalhado.
Foi atroz. E crua. A verdade feroz.
Suspeito, transformo-me em réu.
Contra a vida lutei. Tentei, me cansei. 

Um comentário: