15 janeiro, 2014

2 cartas de amor

Me fiz cavalheiro diante os teus pés, deixei que passasse sobre minha capa naquele dia de chuva e carreguei-a sobre meu ombro quando seus pés doeram, mas nunca tive coragem de revelar o quanto amo o seu sorriso e a sua companhia. Oportunidades sempre surgiram, mas me afogava na vergonha de escutar algo indesejável e no medo de perder a oportunidade de te olhar no dia seguinte. Eu não saberia viver sem tua amizade, sem sua cumplicidade. Você me completa e isso é óbvio demais, como não percebeu que te quero tanto assim? Não faz mais sentido, guardar algo que pode ser compartilhado e completo com você. Meu sorriso sem graça deveria ter transmitido algo, minha mão fria e o coração pouco acelerado ao sentir teu abraço. Você me transforma em um cara inseguro, que teme seu olhar sério e em sincronia, me sinto o cara mais forte ao ouvir tua voz. Tua bela voz. Tudo passa longe de carnal, é muito mais energia, muito mais por te sentir, mesmo que através de uma embaraçosa lembrança, ou pelo cheiro do teu perfume na gola da minha camisa. Você me salva de mim. Eu gosto, assim. Espero que entenda, verdadeiramente, a intensidade de todas as vezes que disse te amo.

                                                                               *

Eis que, em meio a diferenças, surgiu um lírio branco, denominado paz. E eu o denominei assim, pois é como me sinto estando junto a você, cheio de paz. Você me transmite segurança... Talvez seja o jeito como me olha, ou a forma como me abraça, faz-me ser quem eu não esperava ser, um amante, um admirador, um mero apaixonado. Apaixonado pelos simples momentos que estamos juntos, por quando pegamos nas mãos e sinto seu calor. Apaixonado por todas as vezes que olha nos meus olhos e diz que ama, pois sinto sinceridade ao ler seu corpo. Não me perco mais durantes as noites, pois é meu guia e a luz que tem me dado força.  Força para manter-me bem para você, e fazê-lo tão feliz quanto estou. Talvez, por sermos tão parecidos, é que o desejo mais, pois me completa de uma forma sublime. E era o que eu esperava, buscava e não encontrava. Hoje tenho você, para me fazer rir feito bobo, me preocupar, para amar e me sentir amado. E sentir ciúme, pois tenho alguém para dizer que é todo meu. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário