25 agosto, 2014

Se amanhã o sol não aparecer
Deixe que eu seja a sua lua
Pois aqui será sempre escuro
E lá o tempo será claro demais.
O meu brilho iluminará seus olhos
E quando me olhar, te fascinarei.
Serei seu guia e não se perderá
Mas precisa confiar, sei aonde vou.
Posso me perder pelo caminho
E ainda alcançaremos o destino juntos.
Posso ser ofuscada e talvez sumir,
Pois fique sabendo que estarei sempre lá
Mesmo que atrás de uma nuvem.
E quando chover por muito tempo
Depois que parar de trovejar e relampejar
Olhe para o céu, sorrirei branca e redonda.
No entanto, entenda... Vez ou outra
Ficarei avermelhada, mas não tenha medo
É só me chamar, que o som da sua voz me acalmará
Também ficarei longe por um tempo, são fases
E só o seu amor me fará retornar
Pois teremos um elo de pura luz
Que me buscará quando você mais precisar
Mas caso o sol apareça amanhã, amor

Seja paciente e espere o luar voltar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário